29 julho 2017

Resenha: Quando a Bela Domou a Fera

Título: Quando a Bela Domou a Fera
Autora: Eloisa James
Páginas: 320
Editora: Arqueiro

Sinopse: Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


Oi pessoal, como anda a lista de leitura de vocês? Porque preciso dizer que a minha anda em uma maré de livros maravilhosos. Nessa vibe comprei Quando a Bela Domou a Fera, pois desde que a Julia Quinn esteve aqui no Brasil esse ano, estava mega ansiosa por essa leitura e ela não desapontou. Antes de adquirir, li muitas críticas negativas e gostaria de dizer que isso não deve impedir ninguém de iniciar a leitura e no fim das contas não concordei com nenhuma delas, acho que cada um deve ler e tirar suas próprias conclusões. Como a própria Julia falou, para quem gosta de romances de época e de releituras de contos de fadas, essa série da Eloisa James é um prato cheio. 

Vamos ao enredo, Linnet é uma linda jovem, filha de um nobre da sociedade londrina que está sendo cortejada por ninguém menos que o príncipe, com a sua beleza herdada por sua mãe ela tem uma grande auto estima e ser cortejada por um príncipe meio que a isenta de dar atenção a todos os jovens que ficam encantados por sua beleza, mas que ela considera tediosos, porém, quando sua imagem fica comprometida e apenas alguém desesperado iria querer casar com ela, sua família resolve entrar em contato com um duque,o pai  da Fera, que acaba a aceitando como noiva do seu filho e assim iremos começar toda essa deliciosa história.  

– O homem tem um temperamento péssimo. É um médico brilhante, ou ao menos é o que todos dizem, mas tem o temperamento de um demônio.

Não, não dei spoilers para vocês, não faria isso. Essa é apenas a introdução até porque precisamos descobrir como ela irá lidar com o nosso “Dr. House” dos romances de época. Sou fã do médico e não tem como fazer essa leitura sem lembrar-se dele e a autora no final nos conta que ele realmente a inspirou para a criação do Piers Yelverton, como se  eu precisasse de mais motivos para querer fazer essa leitura. 

Piers mora isolado no País de Gales e o seu temperamento é o que te deu a fama de Fera. Ele é um médico sem papas na língua e o seu péssimo humor afeta a todos que estão ao seu redor. Ele trata com grosseria até seus pacientes e confesso que me divertia com as suas tiradas inteligentes, não há como não gostar dele. Apesar disso é um médico brilhante e ama o que faz.

O que mais gostei foi a interação entre a Bela e a Fera, obviamente não foi um mar de rosas para ela, mas aí que ela nos conquista. Linnet também não é uma  menininha indefesa e sensível, até porque se fosse assim, não iríamos torcer para que ela ficasse com a nossa Fera rs. E como não poderia deixar de ser, é uma leitora ávida.
O beijo dele não era uma adoração gentil. Era uma carícia selvagem, um beijo louco e apaixonado, tumultuado, roubado.

A escrita da Eloisa é envolvente e divertida; os diálogos são inteligentes; as situações criadas pela autora são engraçadas e me vi devorando todas as cenas que os protagonistas interagem e mais ainda o fato de que foram muitos os momentos.
– Acho que talvez você não tenha percebido que sua noiva entrou na sala.– Boa noite, noiva.– Belzebu – cumprimentou ela, inclinando a cabeça.

A história não fica somente em torno dos dois, mas também vemos Piers lidando com os seus próprios  dramas, além da entrada de Linnet  em sua vida. A beleza dela o encanta, mas o que realmente o atrai é a sua inteligência e o fato dela saber lidar com ele.

Outro ponto alto foi como a medicina foi tratada. A autora realmente fez um estudo para nos contar como eram os procedimentos da época, foi muito legal  ver como Piers cuidava dos seus pacientes e as  técnicas utilizadas por ele e seus "alunos".

Que leitura maravilhosa, o livro é envolvente e sedutor o final foi sensacional e terminou de mexer com os meus sentimentos. Quero ler até a lista de mercado dessa autora e não vejo a hora de ter os próximos em mãos. Com certeza não entendi a crítica ao vocabulário do Piers ao meu ver, muito mimimi. Mal terminei e já quero ler novamente, leitura mais do que indicada.

 Ah, mas eu acho que somos perfeitos um para o outro — disse ela, só para cutucá-lo.
— Um médico totalmente maluco — esse sou eu — e uma beldade terrivelmente conivente — essa é você — mancando juntos rumo a vida de felicidade? Duvido muito. Você tem lido contos de fadas demais.

9 comentários

  1. Olá!
    Não conhecia esta obra, mas só o título conquistou-me! Também adorei a sua resenha, parabéns! Obrigada pela dica!
    Beijos

    https://a-lilianaraquel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Já vi muitas opiniões desse livro por aí e todas me deixaram com a impressão de que era somente mais um romance inspirado no conto clássico e sua resenha conseguiu mudar um pouco a minha perspectiva pois mostrou elementos da trama que eu não conhecia e que despertaram a minha curiosidade, como a minuciosa pesquisa feita pela autora sobre a medicina da época. Parece ser um bom livro e fiquei curiosa para saber mais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a referência no título, só isso já me ganhou para querer conhecer o conteúdo do livro!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu vi esse livro assim que ele foi lançado, e fiquei até interessado na obra por trazer assim uma pegada meio releitura rsrs, coisa que eu gosto muito nas minhas leituras, mas fiquei com um pé atrás de deveria solicita lá ou não. Até o momento ainda não li, mas que sabe daqui para o fim do ano eu não faça a leitura do mesmo. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Hely, acho que agora vou conseguir ler edse livro. Estava achando a mocinha muito convencida. Vou tentar por causa da parte Dr House. Bjs

    ResponderExcluir
  6. oi, que bom que contariando todas as críticas, você acabou gostando do livro. Também sou sempre a favor de lermos, porque o que é bom para outro pode não ser para mim e vice-versa. Eu não tenho muita vontade de ler esse, pois enjoei de romances de época, mas achei super bacana termos um médico aqui, enquanto na maioria dos romances de época os homens ficam zanzando pra lá e pra cá, sentados em um escritório, sem nada de muito útil a fazer.

    ResponderExcluir
  7. Oi Helyssa!
    Eu também soube desse livro graças a Julia e já de cara adorei a capa do livro. Releitura de um conto de fadas então? Me ganhou imediatamente.
    Ganhei esse livro num sorteio de clube do livro e ele já está na fila interminável de livros para ler ainda esse ano.
    Concordo contigo sobre vermos críticas negativas de alguma obra e somente por isso não tirarmos nossas próprias conclusões. Além de falta de personalidade prefiro acreditar que o crítico em questão poderia não estar na "vibe" do livro.
    Adorei a sua resenha, o que me fez pensar em dar uma furadinha na minha fila de leitura.
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Oi Helyssa.
    É muito bom quando um livro nos agrada assim como esse te agradou.
    Acho ótimo que os personagens principais sejam bem trabalhados e que a história não gire somente em torno deles.
    Também concordo que quando vemos uma crítica negativa, devemos ir tirar a prova, porque às vezes podemos nos surpreender.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que resenha empolgante, esse livro está na minha listinhas, estou na vibe de romances de romances de época e quero esse livro pra agora. Gosto demais de personagens bem desenvolvidos que nos divertem e no final aprendemos com ele. Gostei muito de ler a sua resenha, me deixou ainda mais animada para realizar a leitura.

    beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© BLOG TELL ME A BOOK- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por