23 julho 2017

Resenha: Tal Mãe, Tal Filha

Título: Tal Mãe, Tal Filha
Autora: Clara de Assis
Páginas: 400
e-Book Amazon


Sinopse: Allison Hamilton não se preocupa com outra coisa além de sua carreira e ascensão, é uma das melhores produtoras executivas de moda, na conceituada Revista Heat. Tudo caminha maravilhosamente bem, Allison tem a perspectiva de uma promoção em breve e uma maneira de esfregar seu sucesso na cara de sua prima, Carolyn. Allison só precisa resolver um pequeno contratempo — para conseguir a promoção, impressionar a equipe e mostrar o quanto é apta e maravilhosa, ela tem de apresentar sua filha à chefe —, o problema? Allison não tem uma filha.
Amy Evans acabou de fazer dez anos e se orgulha disso. Passou muito tempo tendo o que queria e na hora que queria, aprontando e se aproveitando bastante do fato de ser órfã de mãe e ter um pai ocupado demais, que se culpava por não dar à filha uma família convencional, como a que ele teve. Mas Amy passou de todos os limites e agora estava sem qualquer regalia. Seus problemas parecem ter uma solução quando sua vizinha, Allison Hamilton, precisa de uma família “Express”. Conforme Amy começa a conhecer melhor sua mãe de mentirinha, percebe que Allison pode ser a resposta para todas as questões que transformaram os Evans num fiasco.




Oi gente, estava de boas querendo uma leitura leve e divertida, quando lembrei de Tal Mãe, Tal filha da autora Clara de Assis e fui muito feliz nessa escolha. A autora lançou esse livro para o dia das mãe e a história é divertidíssima. Com uma pegada de O Diabo Veste Prada, com toda a parte de revista de moda, leitura mais que recomendada.

Em tal mãe. Tal filha, vamos conhecer a história de Allison Hamilton, uma workaholic assumida, extremamente dedicada, fez de tudo para conseguir ser bem vista no trabalho. Obviamente não foi fácil, mas todo esforço pelo visto está valendo a pena, pois ela acaba sendo cogitada para assumir o cargo de sua editora que recentemente foi promovida.

“Você precisa ter fé em você mesma, se libertar, acreditar na sua capacidade de ser feliz. Só isso. Sinta-se maravilhosa e seja.”

Tudo estaria indo muito bem, porém para fugir de convites de um colega de trabalho que parece não entender que ela quer sair com ele, ela inventou uma pequena mentira: uma filha de 8 anos. Uma mentira que ela contou para uma pessoa, vira algo grande quando o próximo catálogo do mês  na revista que ela trabalha será sobre mãe e filha e Allison acaba concordando em tirar fotos para o editorial ao lado de sua filhinha que não existe.

Ficamos tipo, oi?? Como assim sua doida, você não tem uma filha. Pois é, ela acaba se metendo nessa doideira e quando está pensando em desistir e confessar tudo, o destino resolve dar uma forcinha colocando em seu caminho a levada vizinha: Amy Evans. O destino foi sensacional, pois colocou na vida de ambas o que cada uma precisava. Allison e Amy vão se aproximando e  ao longo dos dias uma amizade vai crescendo e nos encantando em quão próxima elas ficam e ajudam uma a outra.

O que mais gostei, é que estava esperando mais do mesmo: uma mocinha fútil e uma menina com aquele coisa pobre menina rica, mas como falei lá em cima, escolhi muito bem e Clara de Assis terminou de me conquistar com esse novo lado da sua escrita que não conhecia.

Alisson realmente tinha um sonho e mesmo com todas as dificuldades batalhou por ele e com a sua determinação chegou aonde queria, mesmo com os pais meio distantes e uma prima insuportável. Ela pode ter inventado uma mentira, mas foi ela que trouxe para sua vida a Amy, uma menina de 10 anos com problemas familiares e solitária, mas que para quem vê de fora ela se mostra forte, sem querer ser a coitadinha e um tanto rebelde. O mais legal é que elas amadurecem juntas, porque sim, a Alisson também aprende muito com a Amy e vice e versa.

Como não poderia faltar um homem incrível e sexy, temos John. Pai da Amy, ainda está aprendendo a lidar com ela, achando que apenas dinheiro para uma boa educação seria o suficiente, mas ele ama sua filha e nós também o amamos rs.
Temos toda uma equipe na revista de personagens, familiares da Alisson e da Amy. Todos muito bem definidos e essenciais para toda a história. Fica tudo muito bem encaixado, nos proporcionando uma leitura divertida e apaixonante. 

Clara de Assis nos deu  um chick lit com uma protagonista doida demais fazendo a narrativa, o que com certeza contribui para as risadas que dei. Já conhecia a sua escrita, mas com uma pegada mais hot, mesmo com o tema diferente sabia que não iria me arrepender. A narrativa foi muito bem conduzida e imagino toda a pesquisa que ela fez nesse universo editorial de moda, pois está refletido em toda a história e ainda deixou um gostinho de quero mais. Um livro que fala de amizade, romance, família e muito divertido, não poderia dar errado.

23 comentários

  1. Primeiro preciso dizer que AMEI essa capa, amo essas roupas combinandinhas de mãe e filha, mas aí pera,elas não são mãe e filha de verdade! ADOREI, parece bem aqueles filmes mega divertidos de sessão da tarde, com aquela mocinha que só se mete em confusão. Eu nunca me canso dessas histórias, adoro mesmo e já vou procurar este livro para ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Helyssa!
    A sinopse me deu uma sensação de filme da Sessão da Tarde. Amei. Não conheço os trabalhos da Clara de Assis, mas já ouvi falar maravilhas dela. Acho que uma história despretensiosa como essa é um bom começo, não?
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Oi.

    Ainda não conhecia esse livro. Ele bao faz muito meu estilo de leituras. Tenho certeza que para quem curte é um ótimo livro. Mas vou passar a dica dessa vez.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, gosto do gênero, mas tenho percebido que mais do mesmo nas propostas.

    ResponderExcluir
  5. Ola
    Nossa, essa premissa me lembrou aqueles filmes estilo sessão da tarde sabe? Não sei como ainda não tinha lido nada a respeito dessa obra, mas com certeza eu gostaria de poder conferir também. Não tenho duvidas de que deve ser uma leitura divertida, além de muito ágil. Obrigada pela recomendação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  6. Aii que tudo! Nao conhecia esse livro e nem a autora. Eu simplesmente amei. Estou precisando de um livro leve e divertido. Só estou pegando drama e tá pesando os olhos já aqui. kkkkkkkk Aii eu juro que quando olhei a capa pensei que era filme e pelo visto o livro é tao leve que parece ser mesmo.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  7. Oiii,

    Eu sou apaixonada pela escrita da Clara e a maneira como ela escreveu a história da Alisson me deixou simplesmente apaixonada, porque acabou se tornando aquele tipo de livro que a todo momento a gente quer ir dar uma olhada, que de tempos em tempos a gente fica voltando pra reler e reviver aquele momento. É realmente uma história apaixonante.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  8. Genteeeeee...que livro é esse?? Adoro livros assim, meio chik-lit...pelo visto a Ally se mete em enumeras confusões e deve arrancar altas risadas da gente...preciso ler esse livro pra ontem...RS...e como a Mayara disse no comentários dela: parece filme de sessão da tarde...já imaginei aqui a Reese Witherspoon como a personagem principal...RS

    thebestwordsbr.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Eu ainda não conheço a narrativa da autora, mas já recebi várias indicações que sempre me deixam curiosa para conferi o livro. Vou anotar essa dica, pois quero conferir a história, com certeza será uma leitura que vou apreciar muito.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Aiii eu amo Chick Lit! É um gênero tão gostoso de ler, que nos faz sair muito fácil de uma ressaca literária. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei encantada pela premissa e o quão a personagem é louca, porque sério, inventar que tem uma filha (sendo que ela poderia ter inventando um milhão de outras desculpas hahaha) e ainda topar tirar foto com essa filha que não existe, para a revista? Louca! Eu amo o Diabo Veste Prada e toda essa temática de revista, editoriais e tudo mais, me chama muita atenção, então é mais um motivo para eu querer colocar esse livro na minha lista! Amei sua dica e ela com certeza será anotada!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Não conhecia o livro, mas amo um bom chick-Lit me faz ficar relaxada depois de uma leitura tensa. Amei a premissa é acho que nunca li algo assim, mas já imagino o final. Parece ser aquela estória bem gostosinha de ler que vai nos arrancar ótimas gargalhadas. Amei. A dica, a resenha está maravilhosa. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie! Tudo bem?

    É a segunda resenha que leio de um livro dessa autora e já estou ficando louca para conferir de perto as histórias criadas por ela e se são tudo isso que o pessoal está falando, esse livro parece ser bem divertido, algo que cairia bem para o meu estado emocional desses dias, acho que vou procurar mais sobre ele e quem sabe realizar a leitura dele!

    Bjss

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro e nem a autora, mas já quero esse livro para ontem. Inclusive, só pela sinopse, já acho que daria um ótimo filme também haha.
    Adoro chick-lits, mas a premissa me encantou por mostrar essa relação de "mãe e filha". Adoro livros que trazem crianças e acho que deve ser interessante acompanhar essas duas se passando por mãe e filha e amadurecendo juntas.
    Adorei sua resenha e a dica já está mais do que anotada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi! Não conhecia a autora mas já fiquei doida pra ler o livro! Conforme ia lendo sua resenha, já imaginei até as personagens com a aparência da Brittany Murphy e Dakota Fanning, por causa do filme Grande Menina Pequena Mulher rsrs É um dos gêneros que mais gosto, e concordo que um enredo assim não poderia dar errado mesmo. Dica mais que anotada! Adorei sua resenha! Beijão 😘

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Antes de qualquer coisa, gostaria de dizer que achei a capa desse livro muito lindinha. Eu ainda não o conhecia, mas não poderia ter me simpatizado mais com essa trama, com certeza é um livro que eu adoraria ler e gostei muito dos seus comentários a respeito dessa trama. Obrigada por me apresentá-lo. Talvez não seja um livro que lerei agora, mas certamente o manterei em mente para um futuro próximo. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  16. Eu ia comentar a mesma coisa que a Ana Paula! Hahaha Lembrei na hora das personagens do filme Grande menina, Pequena mulher.
    O livro parece ser super fofinho e confesso que se não tivesse lido sua resenha eu nem daria bola pra ele, porque não achei essa capa legal.
    Quando eu estiver com as leituras mais relaxadas vou ver se dou uma chance.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Adoro ler livros divertidos como esse! Não conhecia, mas adorei suas impressões.
    Acho que nunca li algo com relação mãe e filha nesse gênero literário e isso despertou minha curiosidade!
    Adorei a dica.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  18. olá Helyssa,
    Não tenho o costume de ler o gênero, mas tenho me empenhado em mudar isso. Fiquei muito contente por conhecer esse título, pois a premissa dele em muito me atraiu, acho que me identifiquei com a protagonista, porque sou bem louca também.
    Alysson parece ser louca, como você disse, mas muito centrada e ciente do que quer, então, vai atrás das coisas, sabe?
    Vou anotar a dica, pois é uma leitura despretensiosa que pretendo fazer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o livro ou a autora, mas confesso que adorei a premissa! Amo essa pegada meio "O diabo veste prada" e acho que vou adorar acompanhar a relação que vai surgir entre essa personagem, a menina e seu pai rs Amo leituras despretensiosas assim que abordam vários temas, dentre eles familiares. Adorei a indicação e com certeza vou conhecer a obra!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Helyssa,
    adorei a premissa dessa obra, sou apaixonada por livros nesse estilo e quase sempre estou em busca de um bom título que ajude a passar o tempo, não conhecia o livro e essa sendo a primeira resenha que leio dele serviu muito bem ao propósito de abrir os meus olhos para uma história super divertida que estou perdendo, vou procurar saber mais a respeito e provavelmente lerei assim que possível.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Estou rindo de mim até agora achando que essa capa era um filme ...vc nem vai lembrar mas tem um com a falecida Britainy Murphy que é SUPER PARECIDA.
    Ok, é um livro e gostei da protagonista workaholic, acho que a gente acaba sendo...quando amamos o que fazemos ou a empresa que trabalhos ou os dois.
    Leria sim. Não conheço aautora ainda.
    bjos

    ResponderExcluir
  22. Olá!!
    Não conhecia esse livro e nem a autora e só pela capa,sinopse e sua resenha..simplesmente adoreeeeiiiii e já quero conhecer essa estória e ler sobre as trapalhadas que a Allison e Amy vão aprontar!!Já tá mais que incluída na minha listinha de leitura!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/07/resenha-quando-noite-cai-carina-rissi.html#comment-form

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Essa capa ficou maravilhosa, heim? A trama, apesar de diferente, me lembrou muito aquele filme com a Britany Murphy e a Dakota Fanning, tanto que enquanto lia a sua resenha eu ficava imaginando que daria também um ótimo filme. É uma obra diferente da que estou acostumada com ler, mas com certeza embarcaria na leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir

© BLOG TELL ME A BOOK- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por