16 janeiro 2018

Resenha: Behind the Bars

Livro: Behind The Bars (The Music Street #1)
Autora: Brittainy C. Cherry
Páginas: 373
e-Book Amazon


Sinopse: Na primeira vez que encontrei Jasmine Greene, ela veio como pingos de chuva. Eu era o estranho músico, e ela era a rainha do colégio. As únicas coisas que tínhamos em comum eram nossa música e nossa solidão. Alguma coisa em seu olhar me dizia que seu sorriso não era verdadeiro. Alguma coisa em sua voz me dava a esperança que sempre desejei encontrar. E em um instante, ela se foi. Anos depois, ela estava parada na minha frente em uma rua em Nova Orleans. Ela estava diferente, mas eu também. A vida nos fez mais frios. Duros. Isolados. Presos. Mesmo que estivéssemos diferentes, as minhas partes quebradas reconheceram a tristeza dela. Agora ela estava de volta e eu não cometeria o erro de deixá-la ir novamente. Na primeira vez que encontrei Jasmine Greene, ela veio como pingos de chuva. Quando nos encontramos de novo, ela era a tempestade mais sombria.


Português  / English 

Oi gente, não tenho o costume de ler em inglês, muito menos para resenhar, porém o blog recebeu o ARC de Behind the Bars <3 e eu ganhei a oportunidade ler e resenhar para vocês. O livro é simplesmente lindo. Nesse novo romance da Brittainy C. Cherry, ela nos leva pelas ruas de Nova Orleans, mais precisamente na Frenchmen Street, onde muita coisa acontece.
"Encontre a música quando a vida não fizer sentido".
Quando penso nos livros da Brittainy, espero um enredo lindo, com romance, drama e superação. Teremos tudo isso nesse livro, mas o que me conquistou foi a forma como os papéis dos mocinhos foram contados. Nós temos como protagonistas Jasmine Greene e Elliot Adams, ambos com 16 anos.

Jasmine é linda, foi criada sobre a constante vigilância de sua mãe, que a  educa para ser uma estrela do pop. Colocando nela a responsabilidade dos seus sonhos de fama na área da música. Jasmine ama soul music, mas seu sonho é ser o orgulho de sua mãe, principalmente ter o seu amor e viverá parte de sua vida tentando agradá-la, mesmo que vá contra o que ela realmente deseja.

"A única coisa que você controla é a sua própria alma, descobrindo o que faz o seu coração bater".
Como protagonista masculino temos Elliot Adams. Um jovem de 16 anos tímido e franzino que tem no seu saxofone sua válvula de escape e o amor pela música. Um dos seus passatempo é sentar-se em becos que ficam atrás de bares para poder ouvir cantores de jazz . Cada dia para ele é uma batalha a ser vencida, além de não ter um porte atlético, ele sofre de disfemia e o bando de Todd e seus amigos fazem dele seu alvo para bullyng. Gente, minha vontade era pegar Eli nos braços e dar um forte abraço e cuidar dele, mesmo com tudo que eles tolera, seu primeiro pensamento é sempre as pessoas que ele ama. Jasmine mesmo sem conhecê-lo, resolve fazer o que estiver ao seu alcance para tentar ajudá -lo e assim a amizade entre eles também começa a ser construída.

A históra de Jazz e Eli é dividida em duas partes e temos os dois pontos de vista. Não é um livro recheado de reviravoltas, mas muitas cenas me tocaram. Não porque chorei ao lê-las, mas pelos ensinamentos que tirei da história deles. Não só entre os dois, mas dos coadjuvantes também. Nós vemos o amor de tanta formas nesse livro, que não tem como não amar. 

O nível de inglês é okay. Tive um pouco mais de dificuldades com termos musicais e o próprio título do livro que pode ter vários significados.


"A música foi minha terapia, e depois de algumas músicas, eu sempre me senti mais forte. Foi louco como o jazz todas as vezes curou os pedaços de mim, como os sons sempre me levaram de volta a um lugar seguro na minha alma ".

Behind the Bars é uma história que fala sobre o bullying e suas consequências, não só para quem o recebe, mas para quem o pratica e as pessoas próximas.  Meu coração foi partido em diversos momentos, mas a história também veio nos falar sobre amor e lealdade. Sobre o quanto é importante não estarmos sozinhos, mesmo quando isso é o que mais queremos. Quem puder ler agora leia, não vai se arrepender. A Editora Record já anunciou que o livro será publicado em junho aqui no Brasil e irei ler novamente em português.

Até a próxima!

*ARC fornecido pela autora em parceria com 
Social Butterlfy Pr. Obrigada! *

Português  / English 

Hey guys, I don’t have the habit of reading in English, much less to review, but the blog received the ARC of Behind the Bars and I got the opportunity to read it and review it for you. The book is completely beautiful. In this new novel by Brittainy C. Cherry, she takes us through the streets of New Orleans, more precisely on Frenchmen Street, where many events takes place. 
“Find the music when life makes no sense.”
When I think about  Brittainy C. Cherry  books, I expect a beautiful storyline, with romance, drama and overcomings. And we are going to have  all of this in this book, but what  has conquered my heart in this book specific were the way that the role of the two main characters ( Jasmine Greene and Elliot Adams, both 16 ) were laid out. 

Jasmine is beautiful, she was raised on the watchful and stern look of her mom, who educates her to be a pop star. Placing in her the responsibility of her own past dreams and ambitions of fame in the music industry. Jasmine loves soul music, but her dream is to become her mother's pride, especially to have her love and approval, sacrificing part of her life trying her best to accomplish, even if that means to go against what she really wants.
“The only thing you are in control of is your own soul and discovering what makes your heart beat.”
As the male protagonist we have Elliot Adams. A young and shy 16-year-old boy who has on his saxophone his way to escape from the reality of this world and to live the life he really wants, music. One of his hobbies is sitting in alleyways behind bars to listen to jazz singers. Each day for him is a battle to be won, in addition to not having an athletic bodily, he suffers from dysphasia and the band of  Todd and his friends makes him their target for bullying. Folks, my wish was to take Eli in my arms and give him a huge hug also take care of him, even with everything he tolerates, his first thought is always the people he loves. Jasmine even without knowing it, decides to do everything in her power to try to help him and it’s in that way the friendship between both of them begins to build.

The history of Jazz and Eli is divided in two parts and we have two different points of view. It is not a book full of twists, but many scenes has touched me deeply. Not because I cried when I read them, but because of the lessons I learned from their story. Not only between the two main characters, but whit the  supporting roles as well. We see love in so many forms in this book, that we can not help but to sink into this world and learn to love it.
“Music was my therapy, and after a few songs, I always felt stronger. It was crazy how jazz fixed the broken pieces of me every time, how the sounds always took me back to a safe place in my soul.”  

Behind the Bars may look as a story that talks  only about bullying and its consequences, not only for those who receive it, but for those who practice it and those around them, but it’s also about rediscover yourself, unconditional love, learn to be fearless and so much more than this. My heart was broken at different times, but the story also came to tell us about love and loyalty. About how important it is not to be alone, even when that is what we most want. I’m pretty sure that for those who read it will find even more lessons and ways to relate whit the story. Those who can read now, read it, you won’t regret it. Record publishing company has already announced that the book will be published in June here in Brazil so we can read it, get emotional, cry, drool, love and appreciate the book even more. 

Until next time!

* ARC provided by the author in partnership with
Social Butterfly Pr. Thank you! *


Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG TELL ME A BOOK- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por