23 junho 2018

Resenha: Sem Amor

Livro: Sem Amor
Autora: Katy Regnery
Paginas: 368
Editora: Charme

Sinopse: Meu nome é Cassidy Porter... Meu pai, Paul Isaac Porter, foi condenado quase vinte anos atrás pelo brutal assassinato de doze garotas inocentes. Embora eu tivesse apenas oito anos naquela época, tenho noção — a cada dia da minha vida — de que sou seu filho, seu único filho. Para proteger o mundo do veneno que corre em minhas veias, vivo uma vida tranquila, fora de vista, isolado da humanidade. Prometi a mim mesmo, e à minha mãe, que não infectaria vidas inocentes com a escuridão que se revira dentro de mim, esperando para ser revelada. Eu teria mantido a promessa... se Brynn Cadogan não tivesse surgido na minha vida. Agora, eu vivo entre o céu e o inferno: apaixonado por uma mulher que quer me amar, enquanto tudo ao meu redor me faz lembrar de que preciso permanecer... Sem amor.

Estou aqui hoje para falar sobe um dos livros mais lindos que já li, com um romance doce  e doloroso. Esse foi meu primeiro contato com a escrita da autora e o primeiro livro dela publicado pela Charme (editora que somo parceiras esse ano). Desde o seu anúncio estava ansiosa pela leitura e ela foi encantadora.

Cassidy Potter é um personagem que te conquista desde o inicio, quando o conhecemos ainda criança, morando com seus pais em uma cidade pequena. Porém seu pai  é condenado por um crime terrível e ele e sua mãe Rosie, se vêem obrigados a se mudar para uma cabana isolada na floresta, em Piscataquis, norte do Maine, junto ao seu avô.

Ele tem uma vida dura, pela ignorância da sociedade e até mesmo de sua família. Não que sua família o trate mal, mas o não saber lidar com a situação que eles estão torna sua vida ainda mais dolorosa. Ele cresce isolado com sua mãe e seu avô, um veterano de guerra que não gosta de pessoas, e eles o ensinam que o seu sangue é contaminado pelo sangue do pai dele. Eles acreditam que o mal está dentro Cass , mesmo ele sendo apenas um menino, e ele cresce também acreditando nisso e isolado para deixar o mal preso dentro de si. 

"- Você acha que eu tenho má índole, vovô? (...)- Você é filho de Paul, Cassidy.- Mas eu sou eu - insisto -, não sou ele!"

A cabana do avô de Cassidy é quase auto-sustentável, durante a sua vida poucas vezes ele tem a necessidade de sair, sua mãe e o seu avô o educam em casa e mesmo após a morte deles, Cass mantém o estilo de vida ensinado com medo do mal despertar dentro dele graças a sua genética. Após a morte de seus familiaes, Cass vive apenas com a companhia dos seus animais, até o dia que ele conhece Brynn.
"Quando ela sorri, até mesmo eu, condenado desde o nascimento, amaldiçoado desde o berço, sinto o coração rugir."
Bryyn Cardogan  é uma jovem web designer  que ainda vive o luto pelo seu noivo Jem, que foi arrancado de sua vida de forma abrupta. Seus pais se preocupam com ela, pois ela afastou seus amigos, raramente sai de casa e tem como companhia apenas o seu gato, presente do seu falecido noivo. Jem amava acampar e foi guia no Monte Katahdin, o pico mais alto do Maine.  Ele dizia que sua alma vivia lá e é onde Brynn acredita que conseguirá fazer a sua despedida e ela decidefazer essa trilha.

"Katahdin, nome dados pelos Nativos Americanos, significa "a maior montanha", e para Jem nada poderia estar mais próximo da verdade".

A resenha está ficando um pouco longa e se eu falar muito mais sobre esses personagens que me conquistaram acabarei dando spoilers sobre essa história maravilhosa. O livro além do romance fala muito sobre a genética. Com o ponto de vista dos protagonistas intercalados em cada capítulo, vemos muitas vezes o próprio Cass discutindo consigo mesmo sobre carregar os genes ruins do seu pai. Algo que é levado até para julgamentos como forma de defesa, sobre o réu já ter predisposição genética e não poder se controlar. 

Uma sucessão de acontecimentos faz com que Cass salve Bryyn e ele precisa cuidar dela em sua cabana. Quando disse no inicio que é um romance doloroso, é porque Cass vive tão preocupado com o mal que ele acredita ter dentro de si, que ele se priva de tudo, achando que essa vida solitária é o que ele precisa para não fazer mal a ninguém. Mesmo encantado por Bryyn, ele se censura e se recrimina por querer a companhia dela, após tantos anos sem uma companhia humana.

Enquanto Cass está sofrendo pela atração que começa sentir por Bryyn, ela fica cada dia mais encantada por esse belo homem com olhos diferentes e um coração gentil. Um homem misterioso, que vive de forma peculiar e transborda bondade. 

Cassidy é um homem com um coração puro que ajuda Bryyn em mais de uma forma. Bryyn ao mesmo que está se curando, percebe que quer mais da vida e está pronta para seguir em frente. Mais que isso, ela está disposta a lutar para ter esse homem junto com ela.

"Dizer adeus não significa esquecer. Seguir em frente não significa que você nunca o amou. Estou te dizendo para deixar isso para trás. Estou te dizendo que você pode ser feliz."

A forma com a autora retrata os pensamentos e sentimentos dos dois nos tocam a cada página. O livro não é um romance hot, se é isso que você procura ele não é para você. Porem se você quer um romance de fazer suspirar, com personagens que você quer dar um abraço apertado, esse romance é uma ótima escolha. Um livro sobre aprendizado, sobre aceitação, sobre o amor e com um final ainda mais surpreendente. 

Gente, apenas leiam! A edição da Editora Charme está maravilhosa,com a capa em alto relevo, a diagramação das páginas traz a floresta que é tão presente na história e bem revisado. Acredito que todos deveriam dar uma chance a esse livro.

Até a próxima.

** Livro cedido em parceria pela Editora Charme. **

4 comentários

  1. Resenha maravilhosa e olha que eu sou uma amante de livro Rot. Já quero ler esse romance que pelo que li vai mostrar que não é por que você e filho de um assassino e carrega o sangue dele na veia vc seja um assassino também.

    ResponderExcluir
  2. Oi Helyssa.

    Eu gosto de livros que tenham um romance mais doloroso e que tragam uma carga emocional mais pesada, mas preciso dosar com outras leituras mais leves.
    Adorei a indicação.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc gostou, acho que vc vai apreciar a leitura.

      Excluir

© BLOG TELL ME A BOOK- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por